30.4.10

nothing changes

Há 20 anos que tinha trocado a expressão fuck you! pela exclamação fuck it!, mas ainda assim apetecia-lhe partir tudo com um taco de basebol. Apenas tinha tido descanso nos 12 primeiros dias de umas férias de 30 que tinha tirado faz agora 13 anos. A década seguinte passou-a numa prisão no México por ter agredido quase até à morte um turista espanhol que lhe roubou a última mesa de pequeno-almoço. Detestava chicos-espertos. A passagem pela prisão também não lhe fez bem, ao contrário do que estava à espera. Aí, aceitou desde início a porrada e os piços no cu sem sequer cerrar o punho. Mas quando saiu ainda era hetero e estava bem pior. Agora vivia fechado em casa, contactando apenas com a senhora que lhe ia levar a comida a casa e com o carteiro, que agora lhe apontava uma arma à cabeça depois de dois anos a sofrer insultos.

3 comentários:

rrand-boy disse...

Esse texto parece aquelas pequenas historias que o personagem principal conta quando do inicio do filme!
....
.. e ai esse roteiro continua..?

Tom Lourenço disse...

Uma porrada .

maybe disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^